Para todos os garotos que já amei (Jenny Han)

- Sinopse
Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.

Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.
- Capa
Talvez esse seja um dos poucos livros que eu comprei pela capa que eu realmente tenha gostado. Eu adoro capas que são fotografias, e todos livros dessa serie são assim. Fotografias lindas e delicadas sobre a protagonista, Lara Jean. Além de que, eu amo essa fonte que é escrito o titulo do livro, é como se estivéssemos prestes a ler um diário. 

- É fiel ao que se propõe? 
Eu nunca fico muito animada quando a história é sobre adolescentes, e bom, esse livro é basicamente isso, todas as descobertas que uma adolescente vai encontrando nos seus 15 anos, então sim, perfeitamente fiel. 

- Pontos positivos
Hmmm, todos? A escrita da Jenny Han é muito fácil e gostosa de se ler, é como se uma amiga estivesse te escrevendo um história. Eu realmente amei absolutamente tudo a respeito desse livro. Ele me surpreendeu muito, e se não fosse meu trabalho, certamente eu teria lido tudo em um dia. Sem contar que a autora sabe que personagens secundárias são essenciais, e todos eles possuem uma importância na história. 

- Pontos negativos
O livro termina muito rápido, e de um jeito bem surpreendente, o que te faz querer a sequencia para ontem. Mas isso nem é realmente um ponto negativo, é apenas a consequência de uma ótima leitura.
- Vale a pena? 
Vale muito a pena, é uma história simples mas de uma profundidade absurda, quer dizer, toda profundidade que uma garota de 15 anos pode arrumar. A protagonista, Lara Jean me surpreendeu sendo basicamente bem parecida comigo, tímida e sonhadora, então acabei criando um tipo de vinculo com ela. Além de que esse é o primeiro livro de uma autora norte americana asiática que eu leio, e há personagens asiáticas, tipo a Lara Jean e suas irmãs. E essa representatividade é muito importante. Esse livro é muito amor, simplesmente <3

Postar um comentário

© Não Seja Julieta. Design by Fearne.