8.21.2016

A Rebelde do Deserto (Alwyn Hamilton)

História
O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher.
Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele.
Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.
Capa: 10
Que capa linha, sério. Os últimos 3 livros que comprei provavelmente possuem as capas mais bonitas de toda minha estante. E "A Rebelde do Deserto" é uma delas. O dourado com o azul combinou perfeitamente, e as bordas do livro imitando dunas de areia criam um efeito bem bonito. Realmente, não tem do que reclamar.

É fiel sobre o que propõe?
Sim, completamente fiel. A sinopse e a capa falam sobre uma garota fugindo de um lugar ruim, e que encontra algo que nunca imaginaria. A autora conduz a história com muita maestria e precisão. Algo admirável por ser seu primeiro livro. 

Pontos Positivos
Bom, eu poderia dizer tudo, mas não é bem assim. O livro é bem construído e os personagens são incríveis. A química do casal principal é explosiva (isso num sentido bom), e você realmente torce por Amani, e fica impressionado com sua esperteza. As paisagens - deserto - são bem descritos, mesmo que desertos possam parecer os mesmos. O leitor não é poupado de violência, mas (graças a Deus) não há nenhuma cena descrevendo estrupo ou algo do tipo. Isso é um ponto positivo para a escritora. Porque autores podem escrever sobre violência sem jogar personagens mulheres em situações depravantes, já que é sempre bom evitar a naturalização de abusos.  

Pontos Negativos
Assim que você termina a leitura, você fica com a sensação de que é um livro ótimo, mas que o final de algum forma desapontou. É obvio que terá uma continuação, mas eu acho que foi um tiro no escuro tentar alongar essa história, porque faltou conexões, faltou motivos mais plausíveis. Eu teria ficado muito mais contente se ele fosse um livro mais longo e único, então seria épico. 

Vale a pena? 
Muito! Fazia taanto tempo que não ficava tão empolgada assim com um livro, acho que o ultimo que eu li que me deixou assim foi "As Crônicas do Matador do Rei". Então sim, apesar das prováveis continuações desnecessárias, leia "A Rebelde do Deserto", uma história rica, com uma protagonista feminina super inspiradora! #teambandidadosolhosazuis

See you :)

Postar um comentário

Latest Instagrams

© Não Seja Julieta. Design by FCD.