Porque eu não fiz o 100 Happy Days Project

Quem me acompanha no Instagram, sabe que eu comecei o 100 Happy Days Project há alguns meses atrás e simplesmente parei. Creio que fiz uns cinco ou seis dias e então fiquei com raiva e desisti. Eu odeio desistir de algo, odeio mesmo, tenho até ódio da palavra desistir, porém e infelizmente eu não tive outra escolha. E por que? Bom é disso que eu vim falar hoje. 

Pra quem não sabe, o 100 Happy Days Project é um projeto fotográfico, onde seu desafio é tentar ser feliz durante 100 dias seguidos, registrar isso e postar nas redes sociais. Parece bem simples e inspirador, né? Pois é, ele é simples e inspirador, porém eu não curti. Porque, primeiro, ninguém consegue ser feliz todos os dias, simplesmente não dá. E imagine ser feliz todos os dias, durante 100 dias (pouco mais de 3 meses) s e g u i d o s ! Gente, se vocês não viram o imenso furo no plano, eu vi, e tá mais pra uma cratera.
Vamos ser sinceros, eu duvido que pelo menos durante um minuto do seu dia você não lembre de algo bom que te aconteceu, ou veja uma cena que te deixa alegre, ou descubra que hoje você vai ter uma almoço maravilhoso porque finalmente conseguiu marcar com um amigo depois de anos tentando, e por ai vai. Isso é algo parecido com felicidade, são momentos bem pequenos,  apressados, no meio da correria diária que alivia um pouco seu estresse. Porém isso não é felicidade, não sei se chega a ser alegria, isso é apenas a vida. E mesmo se você considera essas coisas corriqueiras como felicidade, fique a vontade, mas como diabos você vai registrar isso? Vai simplesmente tirar uma foto do seu almoço, ou do amigo ou da boa ação que viu na rua? Vai conseguir fazer isso sem parecer a doida da câmera?
Só estou dizendo que felicidade as vezes é algo mais complexo do que podemos colocar numa câmera. E tentar alcança-la todos os dias pra cumprir um projeto é besteira e extremamente frustante. O fato do projeto ter 100 dias já é algo desafiador, junte isso ao  fato dos dias SEREM seguidos, e sem contar a melhor parte: tem que ser feliz.

Felicidade não é escolha e não tem formula exata, e nem precisa, somos pessoas diferentes, de raízes a ramos. E pra deixar mais explicito, tá tudo bem não ser feliz todos os dias, e também tá tudo bem ser feliz e não saber formular isso em cores e luz.
É claro que há ressalvas, de gente que começou o projeto, conseguiu finaliza-lo e adorou, ótimo! Parabéns a essas pessoas, mas eu não to afim de ficar mais louca que já estou em 2015, e também eu caminho pela fotografia com passos bem pequenos e severos, então esse projeto realmente não é meu estilo. Mas quem sabe seja o seu? Você pode experimentar por si próprio e descobrir :) 

Ufa! Achei que nunca iria conseguir escrever sobre isso, mas voilà hehe, espero que tenham gostado e se identificado, vejo vocês em breve :)
Au revoir

Facebook | Twitter | Instagram | Flickr | Pinterest | 500px 

Postar um comentário

© Não Seja Julieta. Design by Fearne.