7.09.2015

Na estante: Um Perfeito Cavalheiro

{Sinopse}
Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse parece um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, ela é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, porém, ela consegue entrar às escondidas no aguardado baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois. Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.
Ok, Julia Quinn finalmente me conquistou. Depois dos dois primeiros livros terem sido, como posso dizer? Quase insuportáveis de ler, o terceiro livro da série "Os Bridgertons" é simplesmente ótimo. Para conferir a resenha do primeiro e segundo livro da serie pode clicar aqui e aqui. É claro que não relatei tanto desespero assim nas resenhas, mas esse terceiro  livro é tão bom, que era necessário dizer como os outros eram fracos.

Mas voltando ao livro que me deixou apaixonada pela escrita de Julia, "Um Perfeito Cavalheiro" não chega nem perto de ser uma história original. Ele é, praticamente, uma releitura de Cinderella, em uma Londres no ano de 1800. É claro, que como a serie relata a vida dos nove Bridgertons, há suas singularidades. Porém a parte que eu mais gostei na história, é que, apesar da série sempre focar muito nos personagens masculinos, "Um Perfeito Cavalheiro" não é sobre Benedict Bridgerton, e sim sobre a heroína, dentro dos limites da época, é claro, Sophie Beckett. Quão isso é maravilhoso?

Eu, como mulher, achava o fim da picada que Julia SEMPRE focasse em protagonizar os personagens masculinos de uma forma tão evidente e simplesmente se esquecesse que haviam mulheres na história. Mulheres que poderiam ter sido tão heroicas quando Sophie, se Julia tivesse tido a decência de empodera-las. Mas não se engane, quando eu falo que Sophie foi uma heroína, eu quero dizer que ela manteve seus princípios do começo do livro até o final intactos. E para uma pessoa pobre que nem ela, com oportunidades escassas, dizer não a uma vida de luxo apenas seguindo critérios que acreditava, é um ato corajoso.

O livro se divide em duas partes, e apesar da parte 1 ser bem mais romantizada, e com alguns toques de magia, a la Cinderella, eu definitivamente prefiro a parte 2. Mas ai vai do gosto de cada um :)
Os personagens principais são bem carismáticos, Sophie, com sua simplicidade, e Benedict, se mostrando realmente um cavalheiro. O que mais me agradou nesse irmão Bridgerton, é que sua personalidade se distancia muito da do seu irmão mais velho, Anthony. Benedict realmente se preocupa com Sophie, se preocupa com o que ELA quer, e não apenas com os próprios desejos. O livro também deixa espaço para a mãe do clã Bridgerton, Violet, que se mostrou um dos personagens mais agradáveis durante a leitura.
Outros personagens bem explorados são a madrasta de Sophie, Araminta, e sua filhas, Posy e Rosamund. E detalhe especial em Araminta, é que ela é realmente desagradável e odiável, bem como uma história com inspiração em Cinderella deveria ser.
Também somos apresentados as irmãs Bridgertons e a uma amiga da família, Penelope Featherington, que sem querer adiantar muito as coisas, será a protagonista no próximo livro. Interessante, não?
Eu fiquei realmente muito feliz de ter gostado desse livro. Eu terminei ele em 2 dias, e agora quero completar toda serie hehe. O livro possui 295 páginas e é publicado pela editora Arqueiro.

Espero que tenham gostado :D
Au revoir

2 comentários

  1. AHHHH ! Esse livro é MUITO fofo!!! Li e amei!!! A autora estará na Bienal e mal posso esperar para conhecer ela.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, até agora é o melhor livro da serie! Quero completar a coleção agora hehe :) Que sonho poder conhecer a autora! :D bjss

      Excluir

Latest Instagrams

© Não Seja Julieta. Design by FCD.