4.30.2015

Escalas

Anna senta perto da janela esperando a chuva passar. Mas as gotículas não param de molhar o mundo lá fora. E vários por quês não param de passar por sua cabeça.
Anna acha essa história de meio amor mais complicado que os amores dos clássicos da literatura brasileira. Ela não compreende como alguém poderia ser capaz amar alguém mais ou menos. E existe isso? Amor sempre foi para Anna uma palavra curta mas plena. E essa banalização do sentimento  a deixava aos nervos. Ela pensava consigo mesma que se um dia fosse amar alguém, ela seria cem por cento dedicada. Como ela era aos colecionar personagens de histórias. 
Rápido demais, o mundo gira rápido demais ultimamente. Quando Anna era criança, ela aprendeu que a rotação da Terra fazia com que o planeta girasse ao redor de si mesmo, ocasionando incidência de raio solar hora numa parte do mundo, hora em outra. Dia e noite. Costumava levar 24 horas. Costumava. Mas hoje em dia, as pessoas estão tão desesperadas para suprir seus desejos que as 24 horas, se tornaram 24 minutos, e os sentimentos esvaíram-se. 
E mesmo com tanta discordância Anna sabia que ela mesma era um belo hiato nessa situação toda. Enquanto alguns amavam demais, Anna amava de menos. Ela se deixava crer que todas suas roupas ainda estavam manchadas com vinho, e que nenhuma delas poderiam ser usadas novamente. Era completamente nebuloso o caminho que as dúvidas de Anna a fazia tomar. 
Mas ela pensou, pensar: processo pelo qual a consciência apreende em um conteúdo determinado objeto; refletir, formar, combinar ideias. Meditar, raciocinar. Ela utilizou de todas as definições da palavra pensar para tentar ajeitar as palavras que queria dizer. Mas as ideias confundem e algumas vezes os pensamentos também. Pensamentos escuros, ou claros demais. Calma. 
Da janela, ainda pode se ver a chuva lavando o mundo. Anna se levanta, abre a porta, e caminha para fora. E no meio da chuva poente ela se senta e sente pela primeira vez em meses. As coisas que pareciam permanentes se vão com as gotas da chuva, e ao abrir os olhos, ela enxerga as mais lindas nuances de cinza e ao fundo da paisagem, um arco-iris.

Au revoir 

Nota da autora: Eu crio personagens. E crio com frequência. Anna é um nome fictício, que pode querer dizer muitas coisas, ou não. Sem revelações nessa noite fria de Abril.

4.26.2015

Cor do dia: purple rain

A cor do dia não é exatamente muito especifica. Uma porque eu não consegui me decidir sobre qual roxo escolher e outra porque eu não queria escolher. Calma, vou explicar. Eu não sei vocês, mas geralmente a cor roxa me lembra fantasia. Me lembra floresta encantada, e magia. Eu vejo essa cor como algo misterioso, e algumas vezes meio sombrio. Então eu pensei, 'vou trazer para o blog' e comecei a procurar a classificação no Pantone para meu roxo dos sonhos, porém não encontrei. Encontrei outros tons de roxos, mas não como eu queria. Então decidi fazer um post simplesmente com a cor roxa, porque é muito bonita e não tem como não fantasiar sobre ela hehe. E você pode dizer 'hmmmm mas algumas imagens são manipuladas' okay, tenho que concordar com você. Mas você também pode partir da mesma ideia que eu e pensar simplesmente que se a cor roxa é a composta de magia, então seria natural que as imagens que trouxessem essa cor fossem modificadas de alguma forma. Faz sentido?

Pode ser que eu tenha viajado um pouco sobre minhas definições para essa cor, mas não tem como você contestar que ela é realmente misteriosa e bonita. E as fotos do post me fizeram ficar com vontade de ter cabelo roxo, mas isso já é assunto pra outra hora hehe. O que acharam? :D

Espero que tenham gostado :) 
Au revoir



4.19.2015

Por que Nikon?

Se existe uma coisa que pessoas leigas gostam de discutir, é o gosto dos outros. E a guerra Nikon x Canon existe há muito tempo. E hoje eu vou tentar descrever por que eu escolhi Nikon. Antes de mais nada é importante saber que as duas marcas são equivalentes. Alguns profissionais apontam que a Nikon possui um sensor que capta mais cores. Já a Canon possui uma velocidade de obturador maior. Mas os pontos que elas se diferem são completamente técnicos, o que significa que apenas um profissional do ramo da fotografia pode reconhecer e contestar.

- Uma breve história de descobrimento -
Meu interesse por fotografia começou quando eu tinha uns 10 anos. Alguns jogos de video game como GTA ou Fatal Frame permitiam que você fotografasse o cenário. Obviamente quando você não estava em uma missão ou sendo atacado por fantasmas hehe. Eu achei muito interessante, então comecei a perturbar meu pai para comprar uma câmera. A primeira câmera que eu tive e que pertenceu a família foi uma Sony Cyber Shot. Era a primeira câmera digital que caiu em minhas mãos, e vocês podem imaginar como eu fiquei, né? Feliz e contente e tirando foto de tudo. Mas depois de um tempo a Cyber Shot começou a não ser suficiente para as imagens que eu queria fazer. Foi então que eu decidi comprar uma semi profissional. Na época a única semi que era comercializada era uma da GE e da Kodak. Eu acabei escolhendo a Kodak, mais por intuição mesmo. E essa foi a primeira câmera que realmente foi apenas minha. Depois de mais ou menos um ano e meio com minha semi, eu comecei a me interessar pela história da fotografia, pelas fotos que eu não conseguiria fazer com minha atual câmera, e comecei a ler inúmeros fóruns sobre o assunto para ver o que eu precisava fazer.
Eu creio que é isso que difere fotógrafos de pessoas que gostam de fotografia. Fotógrafos nunca vão parar de procurar como melhorar. Eles nunca vão estar contente com o resultado, e estarão sempre se desafiando a fazer algo novo, diferente ou melhor. Fotógrafos estão sempre inquietos. 


- Por que Nikon? -
Isso é curioso. Os blogs estavam começando a dominar a internet, e para todo lado que você olhasse, você via as blogueiras com câmeras profissionais. E, obviamente, fazendo fotos incríveis. E pelo menos 80% usavam equipamento da Canon. E por que diabos, eu, que acompanhava essas garotas decidi comprar uma Nikon? Para você ter uma ideia, você pode clicar nesse vídeo aqui :)  

At the heart of image: a sensação, o movimento e as definições que a Nikon usou em sua propaganda, fez toda diferença. Eu realmente senti (isso até hoje) que as fotografias tiradas por esse equipamento vinham do coração da imagem. Eu não entendia nada de fotografia, não tinha ideia do que era obturador, diafragma ou distancia focal. Foi simplesmente uma escolha sobre o que fotografia representava para mim. Mesmo sem entender nada, o que eu queria. Eu queria fotografar emoções de diferentes pontos de vista. <3

- Veredito - 
Eu não trocaria minha Nikon por nada. Gosto dos resultados das fotos e quero continuar caminhando. É claro, muitas pessoas estão cansadas de dizer e repetir, não é a câmera que faz o fotografo. Você pode ter a melhor câmera do mundo, se você não querer entender como ela trabalha, se você  não souber trabalhar, se você não souber olhar, nada vai mudar. Eu não aprendi tudo que eu almejo, mas sei que cada dia fico mais próxima do que eu quero. 

Eu queria fazer um post como esse há algum tempinho, mas sempre adiava, então espero que tenham gostado. Boa semana :) 

Au revoir

4.13.2015

Series favoritas de todos os tempos #2

Que tal começar o mês com boas indicações de series? Ok, não é mais começo de mês, mas é sempre bom ter indicações de series, né? Como eu comentei anteriormente, eu dividi esse tema em dois posts, o primeiro você pode conferir clicando aqui :). Bom, não é novidade que eu e provavelmente todo mundo que eu conheço ama series, né? Além de ser uma ótima maneira de passar o tempo, as series, assim como livros, tem uma maneira de marcar gerações. A cada geração, sempre haverá uma serie que entrou para história. E como acompanhar se tornou um hábito, que tal assistir a maior quantidade que você puder? Mas já aviso, é muita serie pra pouca vida.

Hart of Dixie
Eu adoro a Dra. Zoe Hart. Sério. Ela é uma das pessoas mais sem graça que eu já conheci em series e ainda sim muito cativante. Zoe vai para Bluebell para se tornar mais 'humana', e esse processo é bem divertido. A história de "Hart of Dixie" é bem simples, mas muito diferente do que eu costumo ver. Mostra americanos tipicamente sulistas e todas as tradições que eles ainda mantém até hoje na cidade de Bluebell. Sem contar que tem a Jaime King no papel de Lemon, essa atriz é puro amor <3

2 Broke Girls
Eu comecei assistir 2 Broke Girls há uns 2 anos atrás, por indicação de uma amiga. Eu torci o nariz pra serie no começo, mas aos poucos ela foi me conquistando. A serie se passa em Nova Iorque, onde a milionária Carolina fica pobre do dia para noite (literalmente) e Max decide ajuda-la. E eu nem preciso dizer que Caroline e Max formam um time perfeito, né? Sem contar que o time de apoio das duas personagens é muito bom. Serie indispensável nessa lista.

Once Upon a Time
Sendo completamente honesta, eu só assisto essa serie pela Rainha Má <3 hehe, zueira. Mas ela é sem dúvidas minha personagem preferida. Ela é má e gosta disso. A melhor parte de Once Upon A Time é que eles não tem medo de colocar a maior quantidade de personagens dos contos de fadas que você possa imaginar. Até eu que já li todos os livros já lançados de Guerra dos Tronos fico meio perdida, mas é muito legal saber quais outros rumos os contos de fadas que já conhecemos possam tomar. :)

Game Of Thrones
Obviamente não poderia faltar esse marco da literatura por aqui, eu nem vou perder tempo explicando porque eu prefiro os livros, sem comparação. Porém não posso desmerecer a serie, Guerra dos Tronos é produzida pela HBO, e realmente, os diretores e produtores se esforçam muito para colocar em um serie algo cinematográfico, ponto pra eles. Em Westeros, os Sete Reinos já não compartilham a paz que reinou por anos, e todos estão prontos para tomar o Trono de Ferro. Nosso autor querido, George R.R. Martin tem um prazer de matar personagens, pra quem se apega muito não é recomendável hehe. Ah, só uma coisa, sou team Stark e Targaryen, e obviamente team Tyron :DD

Sherlock
Eu imaginei que ninguém conseguiria viver Sherlock Holmes melhor de que Robert Downey Jr., eu estava errada. Eu já tinha ouvido falar sobre Benedict Cumberbatch, mas nunca pensei que ele conseguiria viver tão bem o personagem. Sherlock é divertida e muito britânica, se isso pode ser considerado um adjetivo. É claro que pra quem é apaixonado pelo sotaque inglês (eu) é uma serie indispensável. 

CSI
Series que abordam o dia a dia da policia não é novidade, então qual é a diferença desse CSI? Talvez seja porque ele se passe em Las Vegas, ou não hehe. Mas se eu pudesse apostar em algo, seria: uma boa história, personagens cativantes, e atores incríveis. CSI (Las Vegas) é bem antiga, mas não tinha como ficar de fora. 

Bom essas foram minhas series preferidas de todos os tempos, estou começando outras agora, (culpa da Netflix), então em um futuro não tão próximo eu possa abortar esse assunto de novo aqui no blog. Há algumas series mais 'antiguinhas' que vi quando era criança, mas esse já assunto pra outro post. Ah e não se esqueçam, caso queiram ver ou rever a primeira parte, é só clicar aqui. :)

Boa semana
Au revoir

4.10.2015

No caminho havia...

Apesar da semana estar sendo super corrida e as explicações muito longas, encontrei algumas coisas. Encontrei, leia se aqui, como um surpresa muito agradável. Mudei o caminho de ir para o trabalho e acabei me deparando com essa lindeza logo de manhã. Flores por toda parte, só que algumas caíram do céu ou da árvore e outras brotavam da terra. E olhei, olhei por muito tempo todas as pétalas cor de rosa que forravam o chão ou  caminhavam no jardim. Uma bela distração eu diria. Acabei chegando atrasada, mas com a alma lavada. (não houve intenção de rimar)

Take me to somewhere only we know

Vejo vocês em breve
Au revoir

4.01.2015

endings are also beginnings

Uma imagem e algumas citações:
Desde da noite de sábado pensamentos tem me assombrado. E eu não sei se acontece com vocês, mas é um tanto quanto fatídico que eu encontre imagens enquanto estou navegando na internet que 'combinem' exatamente com o que estou sentindo ou passando. Términos nunca são fáceis, sejam eles com algum namoradx, amigx ou familiares. Mas é sempre bom lembrar e tentar enxergar as silver linings, ou seja, o lado bom de uma coisa ruim. Sempre que possível.
Se você olhar a imagem acima de uma certa distancia, vai parecer que a garota está se afogando, o que não é uma mentira. Mas olhando detalhadamente vemos que ela também está voando, o que me vez ver toda uma situação de um ponto de vista completamente diferente. A transição entre dois mundos, do dia para noite, e do verão para o inverno. Finais também são começos.
Ah, e eu sei que hoje é o dia da mentira, mas tudo dito nesse post é sincero. :)

Au revoir

Latest Instagrams

© Não Seja Julieta. Design by FCD.