Bibliotecas particulares

Uma das coisas que vou fazer quando for mais velha, é abrir uma livraria. Não sei se essa livraria será na mesma cidade que me encontro agora, mas não vejo uma aposentadoria melhor que essa. A minha livraria será algo provençal e intimo, como se fosse uma extensão da minha própria casa, só que em um endereço diferente. Pensando nisso, eu decidi inspirar vocês também. Separei algumas imagens que encontrei no Pinterest para dar uma ideia de como eu imagino as paredes da minha casa e consequentemente sua extensão (livraria). Quem tem paixão por livros provavelmente vai ficar tão extasiado quanto eu. Quer apostar? =D
Eu vejo livrarias ou bibliotecas como um porto. Um porto onde o sol está nascendo, e em sua baia há milhares de barcos esperando para serem desancorados. Há pequenos barcos de madeira azul, barcos com velas decoradas com lobos e dragões. Há barcos com marcas que me lembram cicatrizes e há aquelas barcos com a pintura meio gasta e velas chamuscadas, mas esses serão os únicos a te levar para mares misticos. Há também barcos vermelhos, mas não um vermelho qualquer, digo um vermelho rubro, intenso, é um daqueles vermelhos que trazem morte, tristeza e conhecimento, mas você tem que pagar o preço. Há barcos com gravuras incrustadas em toda sua extensão, e é bom que você guarde bem essas marcas, pois serão elas que abrirão passagens para os segredos dos inúmeros mares da sua imaginação. Preparados para zarpar?
"Eu amo entrar em uma livraria. É como se todos meus amigos estivessem sentados nas prateleiras, acenando suas páginas para mim." - Tahereh Mafi

As sensações descritas no post são pessoais. Mas é claro que alguém pode se identificar :) E você, também pensa em ter um comodo na sua casa apenas para seus livros? Gostaria de saber ^^

Espero que tenham gostado
See you

2 comentários

  1. Devo dizer que adorei a separação das fotos, são bibliotecas muito bonitas mesmo! A ideia da "porta falsa" eu achei maravilhosa. Gostaria de parabenizar seu texto, que, além de muito bem escrito, também define o que eu acredito ser a leitura. Algo prazeroso, bonito, difícil, e, acima de tudo, terrivelmente necessário. Porque se um mês se passar sem que ao menos uma boa estória(recomendo o texto "Camelos e beija-flores, do Rubem Alves) tenha passado por mim, então de que me valeram esses penosos dias?
    Desejo-lhe uma boa viagem, os melhores destinos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, como eu gostaria de ter visto seu comentário antes, pois além de ser incrível suas palavras sobre leitura ficaram maravilhosas. Acho que conseguiu descrever tão bem quanto eu o que livros e boas histórias significam para nós. Obrigada :)
      Também lhe desejo as melhores viagens <3

      Excluir

© Não Seja Julieta. Design by Fearne.