10.20.2014

O Duque e Eu

Enquanto eu navega horas pelo Submarino decidindo quais livros comprar, eu me deparei com um pequena coleção chamada "Os Bridgertons". O que me chamou muito atenção foi que sua capa remetia aos romances de 1810, e então Jane Austen simplesmente surgiu na minha mente. A coleção "Os Bridgertons" possui 8 livros, remetendo as 8 gerações da família. Desde do irmão mais velho até a caçula. O que eu achei bastante curioso e meio estranho pra ser sincera. Decidi colocar na minha sacola virtual os 3 primeiros livros da serie e ouvir o que eles tinham para me dizer.
Pois bem, hoje eu vou falar de "O Duque e Eu". Li esse livro em uma semana, e fiquei surpresa com a narrativa alegre e tentadora que o livro possui. Eu poderia determina-lo como um clichê romântico, porque é o que ele é, mas mesmo assim, acho que vale a pena conhecer essa história.
Apesar da sinopse e da capa remeterem a Jane Austen, a história em si passa muito longe de se comparar com alguns clássicos da literatura.

De um lado temos o protagonista da história, Simon, obviamente bonito, charmoso, rico e com um título importante. Porém continuar a linhagem de duque não está nos seus planos. E esse é o motivo dele fugir desesperado de todas as mães que buscam um bom marido para suas filhas na grande sociedade londrina de 1813. Mas Simon não poderia premeditar um romance, poderia?
De outro lado somos apresentados a nossa protagonista, Daphne Bridgerton. Que descreve a si própria como sem graça e comum, porém sendo mulher, e sabendo como nossa cabeça funciona, eu preferi imagina-la como Simon a vê.  E pra minha ela é a cara da Anne Hathaway. Uma beleza clássica com um sorriso devastador. Eu não sei vocês, mas todas vez que eu começo a ler um livro, e me envolvo com a história, eu penso em como seria o filme, assim já escolho os atores que vão estar estrelar o filme. Anyway, Daphne é uma garota que sonha em se casar e formar uma família, um desejo que pode fazer com que ela perca o grande amor da sua vida. Mas como pode algo tão maravilhoso como ter filhos arruinar um romance? Só lendo pra descobrir ;)
A parte engraçada do livro, fica por conta dos irmãos de Daphne, que 'defendem' a honra dela acima de tudo, e sua mãe, Lady Bridgerton uma mulher impiedosa quando o assunto é casar seus filhos. Sem contar com a fofoqueira de plantão, Lady Whistledown que pública semanalmente segredos e crônicas sobre a sociedade. O livro, e outros tipos de romance desse gênero abordam cenas de sexo sim, o que eu não acho que prejudique o livro. Quando é algo simples e natural.

O livro possui 281 páginas, eu levei uma semana para termina-lo, mas um livro como este pode ser lido em um dia. A editora Arqueiro fez um belo trabalho com a capa, o nome a autora Julia Quinn fica em auto relevo. "O Duque e Eu" volta pra minha estante, depois de lido e resenhado. Prepare um café forte, algumas almofadas e um lugar confortável e volte a 1800 para  desfrutar de uma época de vestidos compridos, luvas e danças de salão. 

Au revoir 

10.18.2014

Adventure Time - assista!

A (incrível) Terra de Ooo

No ultimo mês eu estive ocupada inventando tempo para assistir uma das melhores series que alguém já foi capaz de criar. E hoje estou aqui para criar a nova tag "Indicação" no blog e para mostrar para vocês Adventure Time! (visualize rojões nessa hora hahah) Eu gostaria de ter conhecido esse desenho antes, mas nunca é tarde para começar assistir algo tão fantástico e brilhante. E a parte legal é que você pode começar a assistir a-g-o-r-a. (já explico)

Adventure Time se passa na Terra de Ooo, onde você vai acompanhar as maravilhosas aventuras de Finn, The Human e Jake The Dog. Antes de qualquer dúvida, eu aconselho vocês a assistirem o desenho em inglês, conhecer a voz original dos personagens, é um fator importante. E aqui no post vou usar o nome dos personagens em inglês, porque eu prefiro assim :)
Finn foi o único humano que restou em toda Terra de Ooo depois da "Grande Guerra dos Cogumelos", ele é abandonado por seus pais ainda bebê em uma floresta, mas felizmente é encontrado pela família de Jake, e consegue um novo lar. Finn é corajoso, esperto, e extremamente persistente, ele possui um grande senso do que é certo e errado. O que faz dele um verdadeiro herói.


E é claro, não poderíamos nos esquecer de Jake, ele é o que podemos chamar de fiel escudeiro, sem dúvidas. Finn e Jake foram criados como irmãos, e nutrem um pelo outro uma amizade pura e verdadeira. Mas não pensem que Jake é um cão comum, alias, ele é mais um amigo do que um animal para Finn. Jake possui poderes mágicos, ele pode esticar e modelar o proprio corpo em qualquer forma que quiser :) As formas que ele pode adotar são praticamente infinitas. 

Eu acho que um não conseguiria ser herói sem a ajuda do outro, apesar de sim, eles serem ótimos individualmente, juntos são fantásticos.
Como eu sempre falo, uma boa história tem que ter personagens secundários, ou então você nunca vai conseguir evoluir os seus personagens principais. Em Adventure Time não é diferente. A história conta com uma quantidade quase infinita de princesas. Princess Bubblegum, Flame Princess, Turtle Princess, Lumpy Princess, Doctor Princess, Breakfast Princess, Ghost Princess e por ai vai, é realmente quase infinito hahah.
Além disso, exitem outros personagens legais que aparecem durante os episódios, até os vilões (que não tem nada de malvados) como Ice King e Marceline são hilários. Além de BMO e Lady Rainicorn (:

É claro que exitem vilões realmente malvados, e que querem a destruição de toda vida da Terra de Ooo, mas isso vocês vão descobrir enquanto assistirem aos episódios. Eu poderia falar que os episódios de Adventure Time são independentes, o que de fato são. Mas eu aconselho vocês a assistirem na ordem, ou por arco :)  

E por fim, mas não menos importante, onde vocês podem encontrar esse desenho? O portal Noistofera disponibiliza todos os episódios das seis temporadas legendados em português. Simples, rápido, e gratuito, tem como pedir mais alguma coisa? Quem me conhece sabe que eu amo animações, sempre fui apaixonada. E com Adventure Time não foi diferente, amor a primeira vista♥ 

Acho que o mais legal nesse desenho, é que ele não trata a criança que está assistindo como uma idiota. Adventure Time tem sim uma temática adulta em algumas partes, mas acho que eu e mais 90% das pessoas que assistem a esse desenho, assistem porque é divertido e criativo. Sim, eu quase morro de rir em alguns episódios.Graças a nossa gloriosa Cartoon Network e ao autor do desenho Pendleton Ward, temos um desenho incrível feito para nova geração.  Eu realmente indico você assistir esse desenho, não tem como se arrepender. Vejo vocês em breve.

Au revoir 

10.13.2014

Cliques da Semana #1

Para uma semana corrida como essa, é necessário um post simples e rápido haha. Sério, foi impossível até pensar em posts nos últimos dias. Mas tem resenha no forno já :P Bom reuni algumas fotos que tirei durante as duas últimas semanas e como o bom senso me impede de colocar 10 fotos por dia no meu Instagram, resolvi criar uma tag aqui no blog pra divulgar minhas fotos. Além disso, quem quiser conhecer mais sobre meu trabalho é só acessar meu Flickr :)


Sim, aparentemente minha gata é sempre o alvo das minhas fotografias. Espero que tenham gostado :) Au revoir

10.05.2014

O Lado Mais Sombrio


"Alyssa Gardner ouve os pensamentos das plantas e animais. Por enquanto ela consegue esconder as alucinações, mas já conhece o seu destino: terminará num sanatório como sua mãe. A insanidade faz parte da família desde que a sua tataravó, Alice Liddell, falava a Lewis Carroll sobre os seus estranhos sonhos, inspirando-o a escrever o clássico Alice no País das Maravilhas.
Mas talvez ela não seja louca. E talvez as histórias de Carroll não sejam tão fantasiosas quanto possam parecer. 
Para quebrar a maldição da loucura na família, Alyssa precisa entrar na toca do coelho e consertar alguns erros cometidos no País das Maravilhas, um lugar repleto de seres estranhos com intenções não reveladas. Alyssa leva consigo o seu amigo da vida real - o superprotetor Jeb -, mas, assim que a jornada começa, ela se vê dividida entre a sensatez deste e a magia perigosa e encantadora de Morfeu, o seu guia no País das Maravilhas. Ninguém é o que parece no País das Maravilhas. Nem mesmo Alyssa..."

Como grande fã de Alice no País das Maravilhas, quando ganhei de aniversário o livro O Lado Mais Sombrio, fiquei muito animada, diria até um pouco exaltada. O Lado Mais Sombrio seria uma releitura dos contos de Lewis Carroll de 1862. Na história, ao invés de encontramos nossa consagrada Alice, nos deparamos com Alyssa Victoria Gardner. De praxe, nossa heroína possui os cabelos loiros, olhos azuis e uma pitada de loucura.

Alyssa é tataraneta de Alice Liddell, possuindo o 'genes' da loucura, como ela mesma diz. Depois que Alice perturbou o País das Maravilhas com seus atrevimentos, uma maldição foi jogada em todas as mulheres descendentes de Alice. Decretando que mais cedo ou mais tarde, a loucura as alcançaria, e as deixaria exiladas no hospício para o resto de suas vidas. Depois de uma infância conturbada, por ter 'perdido' sua mãe para a maldição, Alyssa decide mergulhar no submundo e encontrar a cura que aprisionou as mulheres de sua família por anos.

Para isso, ela conta com a ajuda de Jeb e Morfeu, que para mim, e mais tarde até para a própria Alyssa, representam o lado negro e o lado bom dela, e quem ela vai escolher no final, é uma questão de perspectiva.

É realmente de se impressionar o cuidado que a Editora Novo Conceito teve com a impressão desse livro. Além da capa ter uma das artes mais bonitas que eu já vi, o livro por dentro possui ilustrações de plantas, o que deixou o lindo com um efeito antigo e submerso. Dizendo que sim, você está mergulhando nos seus mais sombrios devaneios.

O ritmo do livro deixa a desejar um pouco. O começo e o fim são ótimos, porém o meio do livro é realmente mais lento. Mas nada que não faça você querer terminar a história. :)

A autora do livro, A. G. Howard não deixa pontas no final da história, mas o curioso é que esse livro é uma trilogia. Há dois livros para serem lançados aqui no Brasil. Então eu acho que descobriremos quais outras artimanhas o País das Maravilhas nos guarda. Ansiosos?

Espero que tenham gostado! :)
Au revoir

10.03.2014

Jogos Vorazes Soundtrack

Assistir filme todo mundo gosta, boa música então, nem se fala, e quando os produtores de Hollywood conseguem encaixar as duas coisas? Você se vê obrigado a trazer aquela trilha sonora pra sua vida! Como eu disse na resenha de Estrada da Noite, música é uma das únicas coisas no mundo que pode sintonizar sua mente em uma frequência, digamos, de estado de espirito. (Leia se aqui New York State Of Mind).

Eeeee eu aposto que você já assistiu Jogos Vorazes, certo? Se não, já ouviu falar alguma coisa do filme, seja da Jennifer Diva Lawrence ou no casal Peeta e Katniss♥. Anyway, além dos filmes serem ótimos, a trilha sonora quase te faz saltar do sofá, no bom sentido. Hahahha sério. É de se impressionar como eles tiverão uma preocupação impecável para as músicas feitas para esses filmes. E a parte interessante é que são músicas que você precisa ter no seu celular. Selecionei minhas 12 músicas preferidas. (hhohohoho sim tem Taylor Swift)

Filme: The Hunger Games (2012)
Música: Safe and Sound
Artista: Taylor Swift and The Civil Wars

Filme: The Hunger Games (2012)
Artista: Marron 5 feat. Rozzi Crane

Filme: The Hunger Games (2012)
Música: Just A Game
Artista: Birdy

Filme: The Hunger Games (2012)
Música: Kingdom Come
Artista: The Civil Wars

Filme: The Hunger Games (2012)
Música: Eyes Open
Artista: Taylor Swift

Filme: The Hunger Games (2012)
Música: Rules
Artista: Jayme Dee

Filme: The Hunger Games (2012)
Música: Run Daddy Run
Artista: Miranda Lambert

Filme: The Hunger Games: Catching Fire (2013)
Música: Who We Are
Artista: Imagine Dragons

Filme: The Hunger Games: Catching Fire (2013)
Música: Atlas
Artista: Coldplay

Filme: The Hunger Games: Catching Fire (2013)
Artista: Lorde

Filme: The Hunger Games: Catching Fire (2013)
Música: We Remain
Artista: Christina Aguilera

Filme: The Hunger Games: Catching Fire (2013)
Música: Elastic Heart
Artista: Sia feat. The Weeknd and Diplo

Eeeee pra felicidade da humanidade, a senhorita Ella, vulgo Lorde, nos presenteou com uma das composições mais bonitas de todos os tempos essa semana. A música fará parte do terceiro filme da franquia, e não poderia ser mais perfeita. Lorde conseguiu trazer o alternativo pop para os cinemas.Tem como não amar?

Filme: The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 (estreia - 19/11/2014)
Artista: Lorde

Vejo vocês em breve :)

Latest Instagrams

© Não Seja Julieta. Design by FCD.