Vira tempo






Você já tentou controlar o tempo? Administra-lo? Se sua resposta é sim, obrigada, tenho certeza que não sou a única a falhar nessa tarefa. 

Ernest Hemingway disse que não há nada para ser escrito, tudo o que fazemos (quando decidimos escrever) é se sentar e sangrar. Analisando por essa perspectiva, que talvez seja a única correta, entendemos que quando decidimos contar algo, alguma experiencia ou compartilhar uma opinião, o mínimo de preocupação é, com toda certeza, de fazer algo bom e excepcional. Mas de maneira nenhuma estou comparando os textos escritos aqui no blog com a literatura perfeita do autor citado. Porém quem melhor que eles para me inspirar a melhorar? O que acontece é: todos os posts que eu tentei escrever de um curto tempo pra cá, estavam saindo uma bela porcaria, por assim dizer. 

Seria fácil para mim, abrir uma janela e começar a dizer alguns dos meus gostos musicais,falar sobre cinema, literatura, entre outras coisas. Mas (eu) tenho a sensação que eu acabaria jogando algumas boas oportunidades fora. É o motivo de eu desaparecer. E o outro fator, é que eu sou uma péssima Hermione. 

Imagine você, possuindo todas as instruções para usar seu vira tempo, mas simplesmente esquecendo o proposito real dele. Entre trabalhar, preparar aula, e estudar, eu acabei esquecendo que os botões, relaxe e se diverta também fazem parte da vida(:

Já que eu não preciso salvar nenhum hipogrifo da morte certa, ou meu padrinho de ser executado por dementadores, tomo a liberdade de voltar a falar sobre coisas que eu amo, escrevendo e fotografando, e jogando fora minhas horas perdidas olhando a tela de um celular esperando uma resposta que eu não preciso. 
Mas aqui está, eu não posso prometer não sumir novamente, mas eu posso dizer que é necessário se empenhar todos os dias, por mais curto que o tempo seja, em praticar coisas que você ama. Eu carrego a IB (minha câmera) pra tudo quanto é lugar, ela já tem uns arranhões de caminhada, mas é surpreendente o que ela me permite enxergar e registrar. Há muitas coisas boas a frente, do que qualquer uma que deixamos para trás.

Au revoir

Postar um comentário

© Não Seja Julieta. Design by Fearne.